Aqui são edições, selecionadas pela owner/fundadora do grupo Amor em Palavras em 30 de março de 2004,também pode haver edições de grupos amigos.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013


Meu algoz, meu regalo
by Catherine Roos.



Não me faço perene....
Sei que não o sou! Mas, gostaria que algumas palavras minhas o fossem...
E talvez o serão....por isso é preciso que eu pense no que digo,
E por quanto, minha sorte nunca mal digo!


Lamentar?! Jamais! Tudo em minha vida foi e é proveitoso!
As marcas, que a vida deixou-me, como costumo dizer....
Servem para que, eu me lembre dos mesmos erros...não cometer!
As lágrimas, o pranto...para mim, nada tem de vergonhoso...
Mostram-me que ainda sou um ser humano,
E meu pranto, nada tem de escandaloso.


Injusto, insonsso, quem julga-me!
É na verdade apenas um tolo!
Pouco importa-me!
A mim causa nenhum dolo!
O meu viver, é um ato único e é sómente meu!


Minha vida, meu mundo...são meus!


Nenhuma droga entra, ninguém que eu não queira entra...
O que me faz mal, o que me faz sentir mal...expurgo!
Diante de meu DEUS penintencio-me...
Peço perdão pelos pecados meus...


Vivendo meus dias, por vezes sofro aís...
Na firmeza de meu carácter, calo-me!
Reclamar jamais!


Para o algoz de minhas marcas...
Sob luz de castiçais...registro minhas falas,
Tornando-as perenes, delas faço meu canto, meu grito!


Capataz algoz de minh'alma...
Contigo aprendi...esquecer-te jamais....
Contudo e por tudo, dou-me de presente, o meu modo de viver!
Enquanto, o meu DEUS consentir...
E para isso...não depende o seu querer!





domingo, 18 de agosto de 2013




Que no te asombre..
si al mirar la belleza de una rosa
o al mirar al cielo ¡ o cualquier cosa !
de pronto... digo tu nombre.
 
Que no te asombre...
si en una noche de luna llena
o al imaginar tu mirada serena
de pronto... digo tu nombre.
 
Que no te asombre...
que en cada estrella que cuento
o al escuchar reir al viento
de pronto... digo tu nombre.
 
Y si eso no te parece poco
¡ te digo que no te asombre !
que la gente me llame... loco
porque sólo pienso en tu nombre.
 
(Víctor Zúñiga García - México)

****
Material enviado by  


sexta-feira, 16 de agosto de 2013



SONHOS  ETÉREOS
Mavi Lamas
 
Tudo permaneceu igual
Os espaços continuam os mesmos
Mas cheios de silêncios
Sinto os fantasmas
De todas as lembranças
Arrastando suas tristezas
Fazendo cobranças mudas
Interpelações absurdas
Nestes ambientes
Que abrigo voluntária solidão
 
Carícias que não me foram feitas,
apagadas hoje dos meus anseios...
enquanto só  me restaram
a  retumbância da fala dos  nossos silêncios.
Atrás de meu teclar sózinho e  sereno,
madrugada adentro,
procurei transmitir um sentimento,
ingênuo e inconsequente,
incandescente como
 são todos os toques das paixões.
Somente nossos sonhos  ficaram comigo
a esperar  que o irreal , o etéreo , 
 se tornasse verdadeiro.
Misturada às lágrimas,
a saudade calada ...ato derradeiro,
tenta banir  a dor.






"De vez em quando quero apenas silenciar
ficar observando as águas passando"

enquanto observo o tempo a poesia
vem chegando...

-Graça Ribeiro-




Discernimento
by Catherine Roos.
 
 
 
 
 
Não se engane.....rs......
Eu não sou de sorrir pra qualquer um.....tá pensando o quê?!...rs...


rs......gente dessa vida nessa se leva...rs.... vamos sorrir.......rs....



mas é isso aí.... tudo no seu devido lugar....
na hora certa....com a pessoa certa....
mas qual é o devido lugar?
Qual é a hora certa?
qual é o momento certo?
 
A vida...
preste atenção... a vida ensina...
Aprendendo os sinais da vida, do nosso tempo, da nossa hora...
tudo dá certo!
 
O que não podemos, é sermos teimosos conosco,
e se fazer de cego e surdo ao nosso tempo...
Falando nisso...
Em que tempo você vive?!
Em que tempo da sua vida você está?!
Rs........sorria.....sorria.....em qualquer tempo,
a vida é bela!
Basta saber viver!
Catherine Roos.


 
Arrebatamento
By Catherine Roos.



Diante de mim...a ilusão passou...
O sonho acabou,
A alegria migrou,
Infância?! Aonde ficou?
 
E de você? O que restou?
Sonhos dispersos...
Você que se julgava experto...
Ficou sózinho, no deserto!
 
Arrependimento? Para quem sobrou?
Hoje nada mais importa!
Segui...abri a porta!
E você aí...esperando minha volta!
 
Hoje?!...sou outra!
Não sou, nunca fui a outra!
" Aquela" em mim morreu...
"Aquela"...só você conheceu!
Porém, em suas mãos...ela morreu!
Publicado no site: O Melhor da Web em 07/08/2013 
Código do Texto: 109215
 



atep5
teria tu me dito o tanto dito aqui teria te dito não  e
em pranto não estaria eu, poeta aquilone, agradecendo
á mais bela formatação e resposta á despretensiosos versos
elogiando uma das mais belas poesias aproadas neste monitor
Arrebatamento    autoria de:  Cathe Roos
entao, partindo do principio que o belo se deve mostrar
só me resta a você poeta, Cathe Roos , pedir a permissão
para este momento emotivo  ainda  só meu, reparti lo
com os meus os teus e os leitores do emir, que sei, amantes do belo...
visto e comprovado a sua generosidade e a grandeza poética
e formatadora, desde já estas convidada (desafiada) a responder o meu poema
TUDO PORQUE TE AMO DEMAIS  para quem não sabe
(o mais lido da historia da net)
contando já com  sei lá quando duetos, ganhou,  poema com mais mil citações
e elogios chegando ainda ao poeta aquilone desde o ano  2005  outubro
Campinas : Agosto : 09 ; 2013 (17:35 Hs)
Dario Giuseppe Di Girolamo

Poesia entre amigos



Aquilone - D.G.D.G.



e



Catherine Roos. - a boneca de trapos.






Cathe, seja noite ao luar ou, com ela lilá de trás
  as nuvens aprendendo como se fazem  serenatas  
ou  dia ensolarado do asfalto arrancando  suores
do meu ontem passado em incolor papel fantasia
faça dele tudo que tua alma assim  bem entender
desde que tu não me cortes as penas para quando
com saudade dos teus versos  ate você  avvoar-me
e enquanto a noite vá do alto velar te o sono d´or 
para assim  um novo dia raiar possa escrever mais 
poesias que tanto tem aguçado e alimentado o ego
campinas agosto 09  2013  (11:30Hs)

dario giuseppe di girolamo






Impalpável
by Catherine Roos.

Sou apaixonada por ti e o serei para sempre!
Não sei de onde vieste e muito menos para onde vais...
Porém...esquecer-te jamais!
Vi sua foto outro dia, perdida em outros envios...
Não me interessa sua forma, nem seus desvios,
Em meu coração entrou e aquietou-se...
Aquilatando minh'alma silencioso como águia,
Acomodou-se, instalou-se  e vigilante de minhas palavras,
Tornou-se meu amante!
Amante de minh'alma e emoções dilacerantes...
Meu mestre amante, lamento constante,
Pois distante, de amor perene...sonho remanescente...
Comigo te levarei para sempre...


Para o amigo de hoje sempre,
D.G.D.G.
09/08/2013

São Paulo - Brasil




...ainda  tentando respirar  mas cadê o ar!
diante tanta poesia acabado de ler e re ler
de quinado tento reerguer-me o corpo  mas
os joelho ainda tremulos não obedecem
amante do belo que sou só posso gritar
Catherine Roos, quão belo é esta sua poesia
com tema desenvolvido acontecendo todos os dias
(quantas as vezes recebi cartas de despedida de quem amava)
claro está que não direi os de sempre você é isso você é aquilo
mas direi  sim  e o direi a mo aquilone  BRAVO 
ate porque esta sua poesia sim merece a frase:
POETA NÃO O SE È POR DECRETO LEI POETA O SE NASCE
e você mesmo que prematuramente nasceste  POETA
com a sua ou não permissão pouco a pouco a estarei repassando
para os três mil endereços em minha
mala direta esparramados
nos quatro cantos do mundo dos idiomas
italiano español e portugues
o dia qual acharei me apto para tanto o traduzirei
para o italiano  e... 
Campinas : Agosto : 07- 2013
Dario Giuseppe Di Girolamo


09/08/2013
Brasil






Maior que a sua dor é o Deus que intercede por você.
É o Deus que te sustenta, e renova suas forças toda manhã para você continuar de pé.
Maior que qualquer coisa, é Deus.
Nunca duvide disso, mesmo que as circuntâncias
mostrem o contrário!
                            Beijos no coração


Texto enviado by Fátima Peter






"Acreditar é possível"
“Sei que a vida esta difícil, mas nada melhor que um 

pouco de paz interior não possa resolver, 
creia em Deus e peça para que tudo se resolva 
porque onde a fé a esperança!!!”

Uma ótima sexta - feira

Laides*






Viver consigo mesmo

© Letícia Thompson




Deus chama cada um de nós pelo nosso próprio nome.
Isso define nossa identidade e nossa idividualidade.

Ninguém foi feito para viver só e poucas coisas são tão pesadas quanto o vazio da solidão.
 Paradoxalmente, para se viver bem com outros é fundamental viver bem consigo mesmo.

Ninguém é vida de ninguém.
Ninguém e nada deve ser a vida de alguém.
A dependência de alguém ou de alguma coisa para o que quer que seja,
 tira nossa liberdade de ser, possuir e alcançar frutos que só pertencem a nós.

Privilegiados são os momentos que passamos com a família, colegas, amigos e pessoas que amamos.
 E privilegiados também devem ser aqueles instantes necessários à nós mesmos, não quando nos bastamos,
 mas quando nos satisfazemos, sem a espera de um fator exterior que venha mudar nosso humor, nosso olhar do mundo.

O que precisamos aprender é que somos parte integrante do mundo,
como células individuais que formam um corpo e dão sentido a um grupo inteiro.

As pessoas que depositam a felicidade, esperança e amor nas mãos de outros são as que se decepcionam com mais frequência
 e correm o grande risco de viver aleijadas no depois,
quando a felicidade não chega, a esperança voa e o amor pousa em outros lugares.

É no silêncio que ouvimos as batidas do nosso coração.
É quando outras vozes se calam que a nossa voz interior fala mais alto e profundamente e aprendemos o valor da vida.

Jesus retirava-se de vez em quando para orar.
Se nos montes ou nos desertos, mostrou que momentos em que passamos sós não nos anulam ou diminuem,
mas enriquecem quem somos e fortalecem os vínculos com nosso Criador.

Quem aprende a estar consigo, 
aprende a estar com os outros.
Quem se conhece, dá mais de si.
Aquele que vive bem com a vida não espera que façam,
ele faz e o mundo acontece...

material enviado by Fátima Peter




quinta-feira, 15 de agosto de 2013



Bom Dia HOJE   -   Ano 10   -   Edição 148
Curitiba - PR, terça-feira, 13 de Agosto de 2013
Pensamento para um Bom Dia HOJE:
A árvore que o sábio vê, não é a mesma que o tolo vê.
(William Blake)

Bom Dia: Meus Amigos!

Hoje é um dia especial para mim, pois recebi muitas mensagens a respeito dos textos do Bom Dia Hoje e gostaria de agradecer pelas palavras carinhosas de pessoas que deixaram um pouco seus afazeres de lado para escrever.

Existem muitas pessoas maravilhosas espalhadas por todos os cantos do mundo, que enviam mensagens de agradecimento e dividem suas histórias, para que cada vez mais, a ideia de ter um Bom Dia HOJE, se espalhe com mais força.

É através das suas respostas e dos resultados positivos obtidos, que o Bom Dia Hoje continua a se fortalecer. Sigmar me disse uma vez, que se o texto do Bom Dia Hoje ajudasse pelo menos uma pessoa a ter uma vida melhor, já valeria a pena. Mas a realidade não é essa, pelas mensagens de feedback que o Bom Dia Hoje recebe, demonstra que existem muitas pessoas se beneficiando da grandeza desse projeto.

Se todos nós, assim como o Sigmar que se comprometeu na sua missão, tivéssemos também a mesma ousadia, a missão de fazer uma pessoa feliz todos os dias, o mundo com certeza, seria um campo florido.

Temos em nossas mãos, em nossas palavras, em nosso olhar e em nosso sorriso, o poder de colorir o mundo e transforma-lo em um pedacinho de céu.

Você já deve ter ouvido a historinha a seguir, mas vale a pena relembrar :

Dois homens, ambos gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital.

Um deles podia sentar-se na sua cama durante uma hora, todas as tardes para que os fluidos circulassem nos seus pulmões.

A sua cama estava junto da única janela do quarto.

O outro homem tinha de ficar sempre deitado de costas.

Os homens conversavam horas a fio.

Falavam das suas mulheres e famílias, das suas casas, dos seus empregos, onde tinham passado as férias...

E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava, ele passava o tempo a descrever ao seu companheiro de quarto, todas as coisas que ele conseguia ver do lado de fora da janela.

O homem da cama do lado começou a viver à espera desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a atividade e cor do mundo do lado de fora da janela.

A janela dava para um parque com um lindo lago.

Patos e cisnes chapinhavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos.

Jovens namorados caminhavam de braços dados por entre as flores de todas as cores do arco-íris.

Árvores velhas e enormes acariciavam a paisagem, e uma tênue vista da silhueta da cidade podia ser vista no horizonte.

Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia isto tudo com extraordinário pormenor, o homem no outro lado do quarto fechava os seus olhos e imaginava a pitoresca cena.

Um dia, o homem perto da janela descreveu um desfile que ia a passar.

Embora o outro homem não conseguisse ouvir a banda, ele conseguia vê-la e ouvi-la na sua mente, enquanto o outro senhor a refratava através de palavras bastante descritivas.

Dias e semanas passaram.

Uma manhã, a enfermeira chegou ao quarto trazendo água para os seus banhos, e encontrou o corpo sem vida do homem perto da janela, que tinha falecido calmamente enquanto dormia.

Ela ficou muito triste e chamou os funcionários do hospital para que levassem o corpo.

Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela.

A enfermeira disse logo que sim e fez a troca.

Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado, a enfermeira deixou o quarto.

Lentamente, e cheio de dores, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora.

Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela... Que dava, afinal, para uma parede de tijolo!

O homem perguntou à enfermeira o que teria feito com que o seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela.

A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem sequer conseguia ver a parede.

- Talvez ele quisesse apenas dar-lhe coragem...

Moral da História: Há uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes, apesar dos nossos próprios problemas. A dor partilhada é metade da tristeza, mas a felicidade, quando partilhada, é dobrada. Se te queres sentir rico, conta todas as coisas que tens que o dinheiro não pode comprar. O dia de hoje é uma dádiva, por isso é que lhe chamam presente.

Desejo que você tenha um Bom Dia HOJE ! 


Material enviado by Laides Clara





A ação da amizade


Vez que outra, é bom nos determos, por alguns minutos, para refletir um pouco sobre a ação da amizade em nossas vidas.

A amizade é o sentimento que une as almas umas às outras, gerando alegria e bem-estar.

A amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.

Inspiradora de coragem e de abnegação, a amizade enfloresce as almas, abençoando-as com resistências para as lutas.

Há, no mundo moderno, muita falta de amizade!

O egoísmo afasta as pessoas e as isola.

A amizade as aproxima e irmana.

O medo agride as almas e as infelicita.

A amizade apazigua e alegra os indivíduos.

A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações.

Na área dos amores de profundidade a presença da amizade é fundamental.

Ela nasce de uma expressão de simpatia e firma-se com as raízes do afeto seguro, fincadas nas terras da alma.

Quando outras emoções se enfraquecem no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada das pessoas que se estimam.

Se a amizade fugisse da Terra, a vida espiritual dos seres se esfacelaria.

Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa.

Discreta, se apaga, para que brilhe aquele a quem se afeiçoa.

Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor.

A amizade é fácil de ser vitalizada.

Cultivá-la, constitui dever de todo aquele que pensa e aspira, porquanto, ninguém logra o êxito, se avança com aridez na alma ou indiferente ao enlevo da sua fluidez.

Quando passam os impulsos sexuais do amor nos cônjuges, a amizade fica.

Quando a desilusão apaga o fogo dos desejos nos grandes romances, se existe amizade, não se rompem os liames da união.

A amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões, dá-nos até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior que é a meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.



Existe uma ciência de cultivar a amizade e construir o entendimento. Como acontece ao trigo, no campo espiritual do amor, não será possível colher sem semear.

Examine, pois, diariamente, a sua lavoura afetiva.

Irrigue-a com a água pura da sinceridade, do perdão, da atenção.

Sem esquecer jamais do adubo do amor, do carinho e do afeto.

Imite o lavrador prudente e devotado, e colherá grandes e precisos resultados.



Texto enviado by Rosália Moraes



sexta-feira, 9 de agosto de 2013



SOU A IMAGEM QUE ELA LEVA
Redação do Momento Espírita 

http://www.momento.com.br/pt/ler_texto.php?id=3884&stat=0


E assim ele fazia todas as noites com a filha pequenina: sentava-se no sofá, acomodava-a no colo, passava um de seus bracinhos por debaixo do seu – encaixando-a bem perto e os dois se despediam do dia com uma oração e uma canção.
Instante fascinante aquele. Adormecer nos braços de alguém que se ama, em quem se confia, é das coisas mais maravilhosas da vida...
Maravilhoso porque une. Maravilhoso porque representa a vitória do bem na Terra.
E o que deixava aquele pai mais maravilhado, ainda, era o olhar profundo da criança pois, a partir do momento em que se entrelaçavam, os olhos não se perdiam mais.
No fundo da alma... Ela me olha no fundo da alma. – Dizia ele.
E aquela era a última imagem que ela levava do dia: os olhos de seu pai.
E ele pensava:
Que responsabilidade a minha... E do meu olhar.
Que responsabilidade ser a última imagem vislumbrada por alguém, antes de sonhar.
Sou a imagem que ela leva para o mundo dos sonhos.
Sou a imagem que ela leva da vida ao chegar ao mundo para uma nova encarnação.
Se meus olhos estiverem aflitos, ela leva aflição. Se meus olhos estiverem preocupados, inquietos, ela levará preocupação.
Mas, se em meu olhar houver alegria, esperança, ela as levará consigo.
Se em meus olhos houver gratidão a Deus, ela poderá aprender a ser grata. Se lá encontrar medo, insegurança, talvez não se sinta apta a enfrentar o mundo e queira desistir.
Se em meu olhar ela encontrar a minha verdade, a minha emoção aflorada, certamente desejará expor as suas, segura de si, sem vergonha de expressar o que sente.
Ainda... Se enxergar a si mesma, que bondoso espelho que poderei me tornar! Refletindo com cuidado o que precisa mudar. Refletindo com pujança a luz que lá já está.
Que honra ser “olhar” e ao mesmo tempo “espelho”.
A vida através de meus olhos... Que vida será?
Se desejo ser “bom olhar”, desses bons de se mirar, que posso fazer para me aperfeiçoar?
Sim, porque só quero para ela endereçar olhar seguro, desses que não temem o escuro, ou se ainda temem, não tem medo dele falar.
Nos olhos dos pais estão sendo construídas novas visões de mundo!
* * *
Pais da Terra! Cuidem de seus olhos, de seus exemplos, de suas palavras.
Recordem-se que sempre os acompanhará o olhar interessado e carente de um filho amado.
Que responsabilidade a minha... E do meu olhar.
Que responsabilidade ser a última imagem vislumbrada por alguém, antes de sonhar.
Sou a imagem que ela leva para o mundo dos sonhos.
Sou a imagem que ela leva da vida ao chegar ao mundo para uma nova encarnação.
Que responsabilidade a minha... E do meu olhar.
* * *
E assim ele fazia todas as noites com a filha pequenina: sentava-se no sofá, acomodava-a no colo, passava um de seus bracinhos por debaixo do seu – encaixando-a bem perto e os dois se despediam do dia com uma oração e uma canção.
A filha adormecia nos braços do pai. O pai descansava das lutas nos braços da filha. E ambos eram imensamente felizes.
Redação do Momento Espírita com base no texto Sou a imagem que ela leva, de Andrey Cechelero, do sitewww.immortality.com.br
Em  5.8.2013.
* * *

Com esta mensagem eletrônica
seguem muitas vibrações de paz e amor
para você

---------
Portal A ERA DO ESPÍRITOhttp://www.aeradoespirito.net/

Planeta ELIO'S (Temas Espíritas)http://emollo.blogspot.com.br/

Planeta ELIO'S (Poemas)http://planetaelios.blogspot.com/