Aqui são edições, selecionadas pela owner/fundadora do grupo Amor em Palavras em 30 de março de 2004,também pode haver edições de grupos amigos.

terça-feira, 30 de abril de 2013

A sinfonia do vento
CandySaad




O forte vento do outono
É uma música a cantar...
Esse vento é um lamento
Pelas folhas que caem...
Elas flutuam,correm e rodopiam,
Sem medo da vida lhes levar...
Num bailado melodioso,
Num ruidoso farfalhar,
Dançam com o vento,
Sem destino certo para chegar.
Espalham seus maravilhosos odores,
caídas no solo para germinar formam
Tapetes que ornamentam o chão...
Seguindo o ciclo da Mãe natureza,
Num espetáculo de grande realeza ,
Nos mostrando da vida,
a renovação.


Publicado no Recanto das Letras 
Código do texto: T1054727









Flores Silvestres e Ervas Daninhas




 
"Pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo
para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas
do mundo para envergonhar as fortes;"
1 Coríntios 1.27
 


Minha esposa adora colher flores silvestres e ervas 
daninhas ao longo das estradas e em campos abandonados 
para fazer buquês.
Nesses "lírios do campo", há algo que traz alegria 
e produz beleza.
Deferentemente de um jardim, onde as belas flores são 
o resultado de trabalho pesado, as flores silvestres sobrevivem 
somente  do cuidado de Deus, e muitas vezes surpreendem por 
sua beleza, abundância e fragrância.
 

Mesmo as flores silvestres a que chamamos de ervas daninhas 
podem ter grande beleza.
Aparentemente, Deus gosta de pegar "ervas daninhas" 
humanas, cada uma com sua própria beleza e capaz de 
produzir milagres quando reunida com outras num buquê 
agradável a Deus.
 

Jesus pareceu apanhar ervas daninhas, ao buscar 
Seus discípulos entre pecadores, coletores de impostos 
e políticos zelotes.
Contudo, a combinação de todas estas "ervas daninhas" 
levou a mensagem da graça e da salvação por todo o mundo.
 

Reflexão
Não precisamos ser perfeitos para sermos
usados por Deus.
 
(Jerry T. Lang)


enviado para o grupo Amor em Palavras by Rosália Moraes
em 30/04/2013





Tua Fantasia
 LuliCoutinho 



Deixa que eu seja tua fantasia
Aquela que aos poucos te extasia
E no calor do teu corpo possa habitar
Tomando-o como meu lar


Permita-me acariciá-lo até a morte
Nos meus lábios senti-lo de sul a norte
E descobrir ser tua pele, vinho a degustar


Flutua teus sonhos de céu azul claro
E como a nuvem num momento raro
Sublimo teu corpo e irei te abraçar


Aqueça o frio do meu corpo que gela
Pousa em minh’alma a flor alva e bela
Sacia os anseios e quimeras ao ideal


Ama-me lentamente...
Traga em teu corpo as letras do amor
Deixa-as beijar a doce e solitária flor


A musa ressurgirá em pétalas
Tão bela aos soluços da lua
E próxima a ser tua lura

****
 
Publicado no Recanto das Letras em 20/09/2009
Código do texto: T1820946






Ah! música....música
Graça Ribeiro

  
 Acolha-me em teu silêncio
acorda a emoção esquecida
aflora minha lágrima sentida
Acalenta-me, me consola
tal qual voo de Deus
em asas humanas

Ah! música, divina música

liberta-me do meu escuro
verte água nos sentidos

Ah! música, adorável música

corpo do meu amado
num beijo apaixonado
Sente a minha alma vibrando
o coração se emocionando
e o céu dentro de mim!

Ah! Música, minha musa

Tenho tanto a te agradecer
pelo ritmo que me acorda
pela companhia dos dons
 entre os lapsos no tempo

Ah! música!!!




SOMOS
Wilson de Oliveira Carvalho





Busquei no espelho de nossas vidas 
a vida que sempre foi nossa, de tão nossa
 não existia coisas deterioradas,  
só evidências, graças a divina providência.



Só laços de amizade, só abraços, só
a existência de nosso estado emocional que 
em um átimo de tempo se explica, 
auto se define em um exuberante sentimento.



Quiçá os outros não perceberam a força motriz 
de tudo que impulsiona, que nos estimula para
uma vida repleta de luzes, ou não viram a coroa
de louros que ama exibir seus títulos...



É tão dignificante o que nossas almas sentem
que ao distanciarmos pelos cotidianos da vida, 
o nosso número perfeito continua, o defensível
que aplicamos não interrompe a execução de nossa sinfonia.



Somos enfim, o resultado de uma 
excelente safra definindo em fração 
de segundos, a qualidade de um excelente
vinho...foi o que sempre refletiu o nosso espelho.





A Amizade é uma Fonte
 




Ampliar Imagem A amizade é uma fonte
A amizade sempre será uma fonte de renovação, 
não retém a água para si.
Dá-se espontaneamente.
Ela parte do coração de alguém ao coração dos demais.
 
A grande arte de fazer amigos é uma maravilhosa 
 aventura onde aprendemos a descobrir corações.
Toda amizade dá sentindo novo á vida.
 
Quem não conhece uma das palavras do Pequeno Príncipe 
 quando ele diz:
“Se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol”.
 
Muitas vezes julgamos mal um amigo ou colega.
Sabemos que não devemos agir assim, pois na amizade 
 não deve haver dúvidas, se houver dúvidas então 
não é amizade...
E Nada.
 
Todos nós precisamos aprender que não devemos nos 
 deixar levar por “diz-que-diz-ques” e fofocas, aprender 
não ver apenas os erros do outro sem reconhecerem os seus.
Continuar amigo mesmo se o outro diverge de suas idéias.
Aprender a ler nos gestos, no rosto, nas palavras àquilo 
que o coração não consegue expressar.
 
Amizade é isso:
Ter sempre um lugar disponível (Amor não ocupa espaço!);
É ouvir e sentir com o coração para entendê-lo melhor;
Não exigir confiança quando mesmo não se tem;
Confiar e acreditar nas capacidades do outro;
Não desencorajá-lo na caminhada;
Crer muito mais na possibilidade da vitória que do fracasso;
Não querer ser o dono da verdade;
Mostrar que Trabalhar com Alegria Rende Muito Mais;
A amizade é algo precioso e que todos nós temos que 
 aprender a conservar.
 
Sabe...
Sou muito ligada aos Anjos, sinto sempre a presença deles 
junto a mim.
Os anjos são seres bem humorados, e é por isso que mantenho 
sempre o meu bom humor e quando falo de humor lembro 
dessa pequena mensagem...
Quando cometer um erro ou muito - não caia no pecado da 
alta piedade, o oitavo dos sete pecados capitais.
 
Lembre-se que você é especial para Deus, e que ele espera 
muito de você.
Se ele não lhe mandou um raio na cabeça, porque não 
é um Deus vingativo e cruel.
Pelo contrário, ele te oferece à chance de aprender 
 com seus erros.
Comece dando uma risada de si mesmo, e procurando 
a lição que Deus quis lhe ensinar.
Portanto lembre-se sempre que a amizade é uma fonte 
é fonte porque a amizade é renovação para quem 
dá e para quem recebe.
É uma fonte pura e cristalina e que sempre terá vida nova.
  
( Autor: S.Bernardell : 



enviado para o grupo Amor em Palavras by Laides Clara, em 30/04/2013








ARTE DE AMAR






Se queres sentir a felicidade de amar, 
esquece a tua alma.

A alma é que estraga o amor.

Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.

Só em Deus - ou fora do mundo.

As almas são incomunicáveis.

Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.

Porque os corpos se entendem, mas as almas não.


Manuel Bandeira




enviado para grupos by Mavi Lamas em 30/04/2013





quarta-feira, 17 de abril de 2013

ROMANCE  CLANDESTINO
Ary Franco (O Poeta Descalço)


Um pode, o outro não deve, eis o amor clandestino.
Vivem impossibilitados de uma constante união.
Ânsias, angústias sofridas pela constante separação.
Curvam-se à armadilha que lhes pregou o destino.

Encontros furtivos, à mercê das oportunidades surgidas.
Poucos momentos juntos, compartilhados em suas vidas.
Mais distância que aproximação num louco idílio proibido.
A tudo superam, falando mais alto o ardor de seus libidos.

Tristes quando separados, embalados apenas pelo seu sonhar.
Sonhar o sonho de num porvir,  felizes poderem livremente amar.
Quiçá num futuro não distante, ventos alvissareiros lhes soprem.
Por fim acabe a desdita, que paixões num romance lhes sobrem.

Ambos seguem seus caminhos driblando seu amargo sofrer,
  Convictos de que melhor assim do que renunciarem e morrer.
Tudo compensado quando juntos podem seus sonhos realizar.
Eles não procuraram, mas a mútua fascinação fez-se chegar!




"ESTAMOS SÓS, MORREMOS NÓS"
Wilson de Oliveira Carvalho



O tempo inflexível como sempre
vai passar, só não passará    a recordação
da discórdia daqueles momentos em
que o destino fixou suas imposições.

Submissos,    decidimos pôr termo
no motivo condutor que não vinha
bem, o mesmo motivo que nos impelia
para as coisas boas da vida a dois...

Então, chegou a hora de dizer adeus,
já não existia razão, de ambos os
lados,    para continuarmos desempenhando
tantos atos desvairados.

Ainda vejo e ouço o alvoroço em que
fomos alvo, quando decidimos colocar
todas as cartas sobre a mesa, 
para o ajuste final das regras do jogo do qual,
não vínhamos participando mais...

Não deu em nada e nada foi resolvido,
apenas trocamos um olhar e nos afastamos
silentes, depois do bulício de nossos pontos de vista ...

Geramos um sentimento que tinha tudo
para ser primoroso, depois e aos poucos,
o sufocamos como dois desalmados facínoras.

E agora, "estamos sós, morremos nós"
por tomarmos uma atitude negativa
que vai nos demarcar para sempre,
como dominantes de um desequilíbrio psíquico.


terça-feira, 16 de abril de 2013

 Para reflexionar ...




Tu cansancio cede, cuando permites el sueño profundo... Tus lágrimas cesan, cuando das lugar a la comprensión de tu momento... Tus estrellas se van, cuando quieres el frescor de las mañanas... Tú amaneces, cuando quieres contemplar tu día...

Tus lágrimas cesan, cuando das lugar a la comprensión de tu momento... Tú anocheces, cuando quieres silenciar con la brisa de la noche... Tu prisa se diluye cuando oyes la plegaria de tu propio ser...
 
Dias y noches van cumpliendo tu destino y la paciencia sigue... Sigue generosa al lado tuyo, dándote recursos para que evoluciones en la más perfecta armonía. 
 
Deja que la paciencia florezca en tu ser.
Deja que ella te pueda enseñar el arte del madurar, de las largas horas vividas para encontrar el hilo que teje amorosamente tu existencia...

Deja que ella te dé ojos para mirar y palabras para susurrar... Deja que ella dé formas a lo que no ya consigues terminar...
 
Deja que ella traiga el aire para que respires la vida, el ansia de los que quieren conocer...
 
Así, sabrás cuando y donde el fruto
deberá ser cosechado y saboreado en paz. 





NEM SEMPRE ESTAMOS PREPARADOS PARA DIGERIR TODA A VERDADE !!!



A ansiedade no coração deixa o homem abatido, mas uma boa palavra o alegra.
Em minhas continuadas leituras e estudos do livro de Provérbios saliento 
as consequências restauradoras de nossos diálogos. 
As preocupações roubam a felicidade da gente, mas as palavras amáveis 
nos alegram.  Nem sempre estamos preparados para digerir toda a verdade. 

Jesus nosso mestre, por exemplo, disse aos apóstolos: Há muitas coisas que 
eu tenho para lhes dizer – mas não direi, porque vocês não estão prontos 
para entender. As verdades que nos ajudam são aquelas que são ditas 
com respeito, com cuidado, com amor.
Jesus, a verdade encarnada, mesmo falando sobre as maldades, afirmou: 
O Filho do Homem não veio julgar... Eu vim para dar vida e vida com abundância. 
É este tipo de palavra amável que tem o poder de nos alegrar, 
de nos dar esperança. O mundo está tão cheio de maldade que, para 
prejudicar os outros, basta sermos omissos. 

O Evangelho nos diz para chorar com os que choram e alegrar-nos com 
os que se alegram. São essas atitudes que incentivam e alegram os que sofrem.
Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração.
Quando após leitura questiono a respeito do tipo de pessoa que habitará na 
presença de Deus, me chama a atenção a primeira característica listada no verso 
dois, o que anda sinceramente. Num mundo de faz de conta, onde as pessoas 
encenam alegria, conquistas e vida perfeita, Deus chama para perto de si aqueles 
que preferem o caminho da transparência.

O cristão não precisa viver uma vida de faz de conta. Ele deve sempre ser o que é. 
No dia de chorar, ele chora, no dia de sorrir, ele se alegra. 
Deus nos aceita da forma que somos, e na sinceridade do nosso coração 
Ele nos transforma para sermos o que ele planejou que sejamos. 
Deus trabalha com gente transparente. Enquanto você viver uma vida de mentirinha, 
apenas para ganhar aplausos dos homens, não experimentará o poder de 
Deus em sua vida. Mas quando admitir suas fraquezas, 
Ele operará eficazmente em sua vida.

Deixa o Senhor trabalhar em você!
Pensemos nisso...
Soli Deo Glória...
Dominus Tecum...
Namastê...
Eu sou Ray Pinheiro.

    RAY PINHEIRO
BRASILIA-DF-BRASIL




segunda-feira, 15 de abril de 2013

Viagem...
Graça Ribeiro


Revendo as páginas do tempo
encontro linhas entrelaçadas
lamentos e silêncios velados
anseios não revelados
amores no verbo passado
desejos tresloucados
e percebo que a vida
escorre no meio dos riscos
perde-se na corrente das águas
revela-se em metáforas e quimeras
equilibra-se no tilintar das palavras
quando vê o labirinto das eras 

Relendo as páginas do tempo
sinto que há nova paisagem
que o passado é bagagem
que tudo é passagem
e retomo a minha viagem




CUANDO DUERMEN LAS MUSAS

-Poema de Audroc- 


Quiero escribir un verso
pero no encuentro el tema.
Como sombra de un beso
siento que anda el abuelo
por el antiguo patio
de la casa paterna.
(Más grande que su cuerpo
su luz venció a la tierra).
Un guardapolvo blanco
canta “Aurora” en la escuela,
mientras mira extasiado
elevar la bandera.
Se me vuelve recuerdo
una madre que fuera
y hay un niño callado
que no entiende, y espera...
Luego, crecen los sueños
como crecen los días
en los pechos sin dueños
con sol de mediodías.
Al fin, llegó la tarde
que bautizó el destino,
y pese a todo alarde
nos consagró el camino.
Después... después, comienza
la soledad de nuevo,
el cerebro pensante,
el espíritu reza
y el silencio es renuevo.
En la sombra de un beso
siento que anda una abuela,
por un patio en el yeso
sobre un techo de esperas.
Sigue un niño buscando
con dolor de desvelo,
que se esfuerza llegando
por su tejo en el “cielo”.
No recuerda la entrada
que hace tiempo la hiciera,
y ahí están sus calladas
ilusiones de cera.
Y faltándome el tema
para escribir un verso,
dibujé con el alma
el final de un comienzo.


domingo, 14 de abril de 2013

Beijo de amante
Catherine Roos.
  

 

Teu beijo foi marcante!
Foi conquistador!
Com gosto de paixão e desejo,
Chegou a ser dominante!
E ainda hoje, tem ardor,
Vem com abraços, carícias,
E com amor, muito amor!
Feliz sou eu,
De ter-te, como meu amante!
Antes disto, foi e és...
Marido, companheiro, namorado,
Um ser encantado,
Que em meus momentos,
Em nossos momentos,
Prefiro-te como amante!
Não precisa dizer-me nada!
Só quero tua boca,
Apaixonante!
Amo-te loucamente!
 
 

Beso de amante
Catherine Roos.
 
 


Tu beso fue marcante!
Fue conquistador!
Con gusto de pasión y deseo,
Llegó a ser dominante!
Y aún hoy, tiene ardor,
Viene con abrazos, carícias,
Y con amor, mucho amor!
Yo soy feliz,
De tenerte, como mi amante!
Antes de esto, fuiste y eres...
Marido, compañero, enamorado,
Un ser encantado,
Que en mis momentos,
En nuestros momentos,
Te prefiero como amante!
No precisas decirme nada!
Sólo quiero tu boca,
Apasionante!
Te amo locamente!


tradução para espanhol by Rosenna - Argentina



sábado, 13 de abril de 2013



Beijar


Abrir caminhos para o amor acontecer.
Desvendar mistérios...
Aprofundar desejos...
Acelerar coração...
Prenúncio da paixão...
Intimidade da emoção.
Estar no corpo a corpo...
Descobrindo no namorado amante...
O perder da razão.

Ruthy Neves






REGLAS DEL JUEGO PARA LOS HOMBRES
QUE QUIERAN AMAR A MUJERES MUJERES



I

El hombre que me ame
deberá saber descorrer las cortinas de la piel,
encontrar la profundidad de mis ojos
y conocer lo que anida en mí,
la golondrina transparente de la ternura.

II

El hombre que me ame
no querrá poseerme como una mercancía,
ni exhibirme como un trofeo de caza,
sabrá estar a mi lado
con el mismo amor
con que yo estaré al lado suyo.

III

El amor del hombre que me ame
será fuerte como los árboles de ceibo,
protector y seguro como ellos,
limpio como una mañana de diciembre.

IV

El hombre que me ame
no dudará de mi sonrisa
ni temerá la abundancia de mi pelo,
respetará la tristeza, el silencio
y con caricias tocará mi vientre como guitarra
para que brote música y alegría
desde el fondo de mi cuerpo.

V

El hombre que me ame
podrá encontrar en mí
la hamaca donde descansar
el pesado fardo de sus preocupaciones,
la amiga con quien compartir sus íntimos secretos,
el lago donde flotar
sin miedo de que el ancla del compromiso
le impida volar cuando se le ocurra ser pájaro.

VI

El hombre que me ame
hará poesía con su vida,
construyendo cada día
con la mirada puesta en el futuro.

VII

Por sobre todas las cosas,
el hombre que me ame
deberá amar al pueblo
no como una abstracta palabra
sacada de la manga,
sino como algo real, concreto,
ante quien rendir homenaje con acciones
y dar la vida si es necesario.

VIII

El hombre que me ame
reconocerá mi rostro en la trinchera
rodilla en tierra me amará
mientras los dos disparamos juntos
contra el enemigo.

IX

El amor de mi hombre
no conocerá el miedo a la entrega,
ni temerá descubrirse ante la magia del enamoramiento
en una plaza llena de multitudes.
Podrá gritar -te quiero-
o hacer rótulos en lo alto de los edificios
proclamando su derecho a sentir
el más hermoso y humano de los sentimientos.

X

El amor de mi hombre
no le huirá a las cocinas,
ni a los pañales del hijo,
será como un viento fresco
llevándose entre nubes de sueño y de pasado,
las debilidades que, por siglos, nos mantuvieron separados
como seres de distinta estatura.

XI

El amor de mi hombre
no querrá rotularme y etiquetarme,
me dará aire, espacio,
alimento para crecer y ser mejor,
como una Revolución
que hace de cada día
el comienzo de una nueva victoria.
 
GIOCONDA BELLI

envio para o grupo Xaman46 by Kassandra, em 13/04/2013